sábado, 16 de setembro de 2017

Frejat


Não me atire no mar de solidão 
Você tem a faca, o queijo e meu coração nas mãos 
Não me retalhe em escândalos 
Nem tão pouco cobre o perdão 
Deixe que eu cure a ferida dessa louca paixão 
Que acabou feito um sonho 
Foi o meu inferno, foi o meu descanso 

A mesma mão que acaricia, fere e sai furtiva 
Faz do amor uma história triste 
O bem que você me fez nunca foi real 
Da semente mais rica, nasceram flores do mal 

Não me atire no mar de solidão 
Você tem a faca, o queijo e meu coração nas mãos 
Não me retalhe em escândalos 
Nem tão pouco cobre o perdão 
Deixe que eu cure a ferida dessa louca paixão 
Não me esqueça por tão pouco 
Nem diga adeus por engano 
Mas é sempre assim 
A mesma mão que acaricia, fere e sai furtiva 
Faz do amor uma história triste 
O bem que você me fez nunca foi real
 Da semente mais rica, nasceram flores do mal




Roberto Frejat, mais conhecido apenas por Frejat, nasceu no Rio de Janeiro, em 21 de maio de 1962. O cara é completo: canta, compõe e é instrumentista. Ficou muito conhecido por ser um dos fundadores da banda Barão Vermelho e também o principal parceiro de Cazuza em composições. Sua mãe é de origem judaica e seu pai de origem árabe. Frejat gostava de Janis Joplin e Ângela Rô Rô, além de se interessar por MPB e pelo rock brasileiro que na época emergia. Com Cazuza, compartilhava o Barão Vermelho e a afinidade musical. Casado com Alice Pellegatti, tem um filho, Rafael, que também é músico e realiza shows com uma banda solo na qual toca o baixista Frederico Israel, filho do músico George Israel. Pois é...desde 2001 Frejat lançou CD solo, e foi um sucesso. Hoje vou compartilhar com vocês as canções que confirmam o talento desse moço.

Vamos curtir juntos esses sucessos:

Amor Pra Recomecau-(Acustico)

Nenhum comentário :